fechar

Resumo de novelas

MENU



Babilônia: Autores retomam a história original

por: Adrien Carlos Duarte em Colunas e críticas das novelas
na data: 02/07/2015 | 15:20

Ainda não se sabe se os grupos de discussões foram um bem ou um mal para a novela das nove. A história começou a andar em círculos, e apesar de a trama ter sido agilizada, ela parece cada vez mais sem fôlego.

Os motivos disso todos sabemos: com os assustadores índices de audiência nas primeiras semanas de exibição da trama de Gilberto Braga, o alerta vermelho foi dado na Rede Globo, e os grupos de discussões foram adiantados, para tentar salvar a novela do naufrágio. Quem saiu perdendo com isso foram os telespectadores, que nunca saberão os rumos originais concebidos pelos autores do principal produto da emissora.

Apesar disso, nem tudo está perdido. Um movimento inesperado está acontecendo nos bastidores da novela: os autores estão retomando certos aspectos da ideia original da história. A homofobia, que no inicio da novela era discutida através do casal de lésbicas vividas pelas veteranas Fernanda Montenegro e Nathália Timberg continuou sendo abordado por outros personagens, como Ivan, de Marcello Melo Jr, e até mesmo pelo contraditório prefeito de Jatobá, vivido por Marcos Palmeira.

Werner Schünemann entra para viver Osvaldo (Foto: Reprodução)
Werner Schünemann entra para viver Osvaldo (Foto: Reprodução)

E parece que aos poucos o roteiro inicial da trama vai sendo resgatado. Tivemos essa semana a notícia de que está entrando na trama o personagem Osvaldo, chefão do tráfico de drogas do morro da Babilônia, que antes seria vivido por Herson Capri e acaba de ficar nas mão de Werner Schünemann.
Outra que já tinha o seu nome nos créditos de abertura, mas corria o risco de não entrar na novela é Rogéria, que com essa nova virada já começou a gravar suas cenas no papel da mãe transexual de Osvaldo.

Rogéria na festa de estréia de Babilônia - finalmente começou a gravar suas cenas (Foto: Reprodução)
Rogéria na festa de estréia de Babilônia - finalmente começou a gravar suas cenas (Foto: Reprodução)

Ivan Lins também já está no folhetim, dando vida a Sérgio, personagem que será o par romântico de Ivan, depois que o seu par original, Carlos Alberto, de Marcos Pasquim, foi transformado em hétero por votação das telespectadoras.

Tais movimentações podem significar duas coisas: ou a emissora e os autores perderam a esperança de salvar a novela e decidiram contar a história original sem medo - já que o estrago já foi feito, ou eles decidiram seguir a opinião da escritora Glória Peres, de que não se deve mudar uma história em função do público, e sim mudar a forma de contar tal história.


Comentários
TOPO